Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
O (1) PROFETA JONAS QUERIA FUGIR PARA A ESPANHA? | Maçãs de Ouro

O (1) PROFETA JONAS QUERIA FUGIR PARA A ESPANHA?

O PROFETA JONAS QUERIA FUGIR PARA A ESPANHA?   
A história do Profeta Jonas, muito conhecida, foi palco de análise de alguns cientistas e arqueólogos e aqui repassamos um pequeno relato do que lemos:
TARTESSOS-Társis no Parque Nacional de Doñana
Em junho de 2004 o físico alemão Dr. Rainer W. Kühne argumentou que na Idade do Ferro Tartessos… estava situada no que é hoje o Parque Nacional Donana espanhola e que Tartessos existe desde cerca de 1000 aC a 550 aC. Além disso Kühne argumentou que Tartessos era idêntica com o Társis bíblica.
O trabalho de Kühne motivou uma expedição arqueológica pelos cientistas do CSIC. Os membros da equipe incluem:
Prof Celestino Sebastian Perez (arqueólogo CSIC, Consejo Superior de Investigaciones Científicas)
2. Dr. Tomas Ruiz Cordero (arqueólogo CSIC)
3. Prof Anjo Leon Conde (historiador FUHEM, Fundacion Hogar del Empleado)
4. Dr. Jose-Antonio Lopez-Saez (biólogo CSIC)
5. Dr. Victorino Herrera Mayoral (arqueólogo CSIC)
6. Prof Antonio Rodriguez-Ramirez (geólogo da Universidade de Huelva)
7. Prof Juan José R. Villarias Robles (historiador e antropólogo CSIC)…
Sabemos sobre Társis por inscrições do rei assírio Asarhaddon e por vários livros da Bíblia. Estes incluem Genesis (10,4), 1 Reis (10,22; 22,49), 1 Crônicas (1,7), 2 Crônicas (9,21; 20,36), Salmos (48,8; 72,10 ), os profetas Isaías (2,16; 23,1; 23,6; 23,10; 23,14; 60,9; 66,19), Jeremias (10,9), Ezequiel (27,12; 27,25 ; 38,13) e Jonas (1,3; 4,2)…
Társis era neto de Jafé (Gn 10,2-4; 1 Crônicas 1,5-7). Isto significa que Társis se localizava ou na Europa ou na Anatólia. Navios do Rei Salomão traziam macacos de Társis (1 Rs 10,22; 2 Crônicas 9,21). Isto significa que Társis ficava perto de Gibraltar,  porque é o único lugar na Europa e da Anatólia onde vivem macacos. Com o domínio grego… Tarsis se torna Tarsisos ou, como é mais fácil de pronunciar, Tarsessos ou Tartessos.
Társis já existia durante a época do rei Salomão no século X aC (1 Rs 10,22; 22,49; 1 Crônicas 1,5-7; 2 Crônicas 9,21) e existia, pelo menos, até o tempo do profeta Ezequiel, no século VI aC (Ez 27,12; 27,25; 38,13). Tudo isso confirma a visão de Eusébio (Crônicas 11,17) que Társis e Tartessos eram idênticos.
 Claro está, que tudo está no campo da suposição, mas o certo é que Jonas queria fugir para bem “longe dos olhos de Deus” e quem sabe, ele, em sua pequena e frágil sabedoria humana, achava que a Espanha fosse o “fim do mundo”.
Chegamos à conclusão que realmente o mundo é “bem pequeno” para Deus.