Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
6i – O JARDIM DA TUMBA e o MORRO DA CAVEIRA | Maçãs de Ouro

6i – O JARDIM DA TUMBA e o MORRO DA CAVEIRA

JARDIM DA TUMBA E MORRO DA CAVEIRA

O local exato do Calvário gera muitas duvidas. No ano 70 d.C. Tito destruiu Jerusalém, que voltou a ser habitada mais ou menos 60 anos depois. As indicações bíblicas se referem apenas que o local era fora dos muros da cidade e um lugar que todos os que por ali passavam podiam ver a cena  João 19. 17  Tomaram, pois, a Jesus; e  ele,  carregando  a  sua  própria cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que  em  hebraico  se  chama Gólgota, 18  onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio. 19  E Pilatos escreveu também um título, e  o  colocou  sobre  a cruz; e nele estava escrito: JESUS O NAZARENO, O REI DOS JUDEUS. 20  Muitos dos judeus, pois,  leram este título;  porque o lugar onde Jesus foi crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, latim e grego.

A outra referência é a de que existia um jardim ao lado João 19. 41  No lugar onde Jesus foi crucificado havia um jardim, e nesse jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda havia sido posto.

Existem dois lugares com bastante probabilidade de ser o local onde crucificaram e sepultaram Jesus. Um é o interior da Igreja do Santo Sepulcro, outro é o Morro da Caveira, no Jardim da Tumba.

 

O Monte da Caveira

Jardim da tumba

Ficamos sensibilizados e muito emocionados neste lugar. O clima espiritual é envolvente pela semelhança do local com aquela imagem que sempre tivemos em nossa mente desde que conhecemos o fato através da leitura bíblica. Pareceu-nos que estávamos entrando num lugar que já conhecíamos pela narração dos Evangelhos.

Eles estão situados numa colina a poucos metros do muro antigo, saindo pelo Portão de Damasco, que recebeu este nome porque era o inicio da estrada que levava à cidade de Damasco e que passava ao lado do Morro da Caveira, donde todos podiam presenciar a cena do Calvário. É impressionante a semelhança do morro com uma caveira humana.

Está localizado em um jardim onde se descobriu varias tumbas cristãs da antiguidade e uma tumba que fora selada em uma outra oportunidade por uma pedra rolante.

 

 

Local onde jazera o corpo de Jesus

Entrada da Sepultura vazia de Jesus

A maior emoção da viagem estava reservada ao adentrar a tumba vazia de Jesus. Ver o lugar que provavelmente o corpo de Jesus foi deitado após seu sacrifício na cruz  João 19. 40  Tomaram, pois, o corpo de Jesus, e o envolveram em panos  de linho  com  as  especiarias,  como  os  judeus  costumavam  fazer  na preparação para a sepultura. 41  No lugar onde Jesus foi crucificado havia um jardim, e nesse jardim um sepulcro novo, em que ninguém ainda havia sido posto. 42  Ali, pois, por ser a véspera do sábado  dos  judeus,  e  por estar perto aquele sepulcro, puseram a Jesus.  

  

E pensar que foi ali que as mulheres receberam a noticia da ressurreição do Mestre Lucas 24. 1  Mas já no primeiro dia da semana,  bem  de  madrugada, foram elas ao  sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado. 2  E acharam a pedra revolvida do sepulcro. 3  Entrando, porém, não acharam o corpo do Senhor Jesus. 4  E,  estando  elas perplexas a  esse  respeito, eis que  lhes apareceram dois varões em vestes resplandecentes; 5  e ficando  elas  atemorizadas  e  abaixando  o  rosto para o chão, eles  lhes disseram: Por que buscais entre os mortos aquele que vive? 6  Ele não está  aqui,  mas  ressurgiu. Lembrai-vos de como vos falou, estando ainda na Galiléia. 7  dizendo:  Importa  que  o  Filho  do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e  seja  crucificado,  e  ao  terceiro  dia ressurja. 8  Lembraram-se, então, das suas palavras;

 

Quando ainda tomados por essas lembranças e emoções, levantamos a cabeça e lemos escrito na porta:  Não está aqui, porque ressurgiu, (Mateus 28. 6)

 

Réplica da pedra que fechava a entrada da sepultura

Do lado fora do sepulcro um pequeno pátio onde pudemos imaginar todo o desenrolar do incrivelmente maravilhoso acontecimento do dia em que a Vida venceu a morte  Mateus 28. 1  No fim do sábado, quando já despontava  o  primeiro  dia  da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. 2  E eis  que  houvera  um  grande  terremoto;  pois um anjo do Senhor descera do céu e,  chegando-se,  removera  a  pedra  e  estava sentado sobre ela. 3  o seu aspecto era  como  um  relâmpago,  e  as  suas  vestes brancas como a neve. 4  E de medo dele tremeram os guardas, e ficaram como mortos. 5  Mas o anjo disse às mulheres:  Não temais vós;  pois eu  sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. 6  Não está aqui, porque ressurgiu, como ele disse. Vinde, vede o lugar onde jazia;

 

Planta da Tumba vazia

7  e ide depressa, e dizei aos seus  discípulos  que  ressurgiu dos mortos;  e  eis  que  vai  adiante  de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que vo-lo tenho dito. 8  E, partindo elas pressurosamente do sepulcro,  com  temor  e grande alegria, correram a anunciá-lo aos discípulos. 9  E eis que Jesus lhes veio ao  encontro,  dizendo:  Salve.  E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés, e o adoraram. 10  Então lhes disse Jesus: Não temais;  ide dizer a meus irmãos que vão para a Galiléia; ali me verão. 11  Ora, enquanto elas iam, eis que alguns  da  guarda  foram  à cidade,  e  contaram  aos  principais  sacerdotes  tudo  quanto havia acontecido. 12  E congregados eles com os anciãos e tendo  consultado  entre si, deram muito dinheiro aos soldados, 13  e ordenaram-lhes que dissessem:  Vieram  de  noite  os  seus discípulos e, estando nós dormindo, furtaram-no. 14  E,  se  isto  chegar  aos  ouvidos  do  governador,   nós  o persuadiremos, e vos livraremos de cuidado. 15  Então eles, tendo recebido o dinheiro,  fizeram  como  foram instruídos.  E  essa  história tem-se divulgado entre os judeus até o dia de hoje.

 

 

Cruz do cristianismo primitivo gravado na parede da Tumba