Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
6e – LUGAR DA AGONIA | Maçãs de Ouro

6e – LUGAR DA AGONIA

LUGAR DA AGONIA

 

É uma saliência de rocha em forma de um tablado, onde supostamente Jesus se ajoelhou em grande agonia e esmagado pelo grande peso. Estava como que dentro da prensa da oliva.

 

A pedra onde Jesus agonizou

Ali começou o processo do  derramamento de sangue para a remissão dos nossos pecados Mateus 26.27  E tomando um cálice, rendeu graças e deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; 28  pois isto é o meu sangue,  o  sangue  do  pacto,  o  qual  é derramado por muitos para remissão dos pecados.  Após derramar sangue em forma de suor, prosseguiu com os açoites que vertiam mais sangue, culminando com sua crucificação e a perfuração do seu lado por uma lança João 19. 32  Foram então os soldados e, na verdade, quebraram  as  pernas ao primeiro e ao outro que com ele fora crucificado; 33  mas vindo a Jesus, e vendo que  já  estava  morto,  não  lhe quebraram as pernas; 34  contudo um dos soldados lhe furou o lado com  uma  lança,  e logo saiu sangue e água.

Sangue que nos traz a vida! Somos salvos da maldição do pecado pelo sangue! A seiva, o azeite da Oliveira Verdadeira Romanos 11. 24  Pois se tu foste cortado do  natural zambujeiro, e  contra a natureza enxertado  em  oliveira  legítima,  quanto  mais  não  serão enxertados na sua própria oliveira esses que são ramos naturais!

No Jardim do Getsêmani, onde Jesus passava suas horas de comunhão com Deus, agora se transformou, repentinamente, no cenário de traição João 18. 2  Ora, Judas, que  o  traía,  também  conhecia  aquele  lugar, porque muitas vezes Jesus se reunira ali com os discípulos. 3  Tendo, pois, Judas tomado a coorte e uns  guardas  da  parte dos principais  sacerdotes  e  fariseus,  chegou  ali  com  lanternas archotes e armas.

Preso, teve de fazer todo o trajeto daquela noite de volta até a

CASA DE ANAS, sogro de Caifás, o Sumo Sacerdote. Este lugar também é chamado de GALLICANTU, pois a tradição diz que foi ali que Pedro negou a Jesus por três vezes e o galo cantou  João 18. 12  Então a coorte, e o comandante,  e  os  guardas 

 

Onde Pedro negou a Jesus

dos  judeus prenderam a Jesus, e o maniataram. 13  E conduziram-no primeiramente a  Anás;  pois  era  sogro  de Caifás, sumo sacerdote naquele ano. 14  Ora, Caifás era quem aconselhara  aos  judeus  que  convinha morrer um homem pelo povo. 15  Simão  Pedro  e  outro  discípulo  seguiam  a  Jesus.   Este discípulo era conhecido do sumo sacerdote,  e  entrou  com  Jesus  no pátio do sumo sacerdote, 16  enquanto  Pedro  ficava  da  parte  de  fora, à porta. Saiu, então, o outro discípulo que era conhecido do sumo sacerdote, falou à porteira, e levou Pedro para dentro. 17  Então a porteira perguntou a Pedro:  Não és tu também um dos discípulos deste homem? Respondeu ele: Não sou. 18  Ora, estavam ali os servos e os guardas, que tinham acendido um braseiro e se aquentavam, porque fazia frio; e também Pedro estava ali em pé no meio deles, aquentando-se. 19  Então o sumo sacerdote  interrogou  Jesus  acerca  dos  seus discípulos e da sua doutrina. 20  Respondeu-lhe Jesus: Eu tenho falado abertamente  ao  mundo; eu sempre ensinei nas sinagogas e no templo, onde todos os judeus  se congregam, e nada falei em oculto. 21  Por que me perguntas a mim? pergunta aos que  me  ouviram  o que é que lhes falei; eis que eles sabem o que eu disse. 22  E, havendo ele dito isso, um dos guardas que ali estavam deu uma bofetada em  Jesus,  dizendo:  É  assim  que  respondes  ao  sumo sacerdote? 23  Respondeu-lhe Jesus: Se falei mal,  dá  testemunho  do  mal; mas, se bem, por que me feres?. 25  E Simão Pedro ainda estava ali, aquentando-se.  Perguntaram- lhe, pois: Não és também tu um dos  seus  discípulos?  Ele  negou,  e disse: Não sou. 26  Um dos servos do sumo  sacerdote,  parente  daquele  a  quem Pedro cortara a orelha, disse: Não te vi eu no jardim com ele? 27  Pedro negou outra vez, e imediatamente o galo cantou.

 

Dali Jesus foi enviado para o

SINEDRIUM João 18.24  Então Anás o enviou, maniatado, a Caifás, o sumo sacerdote

Lucas 22. 63  Os homens que detinham Jesus zombavam dele, e feriam-no;

64  e, vendando-lhe  os  olhos, perguntavam, dizendo: Profetiza, quem foi que te bateu?

65  E, blasfemando, diziam muitas outras coisas contra ele.

66  Logo que amanheceu  reuniu-se  a  assembléia dos  anciãos do povo, tanto os principais  sacerdotes como os escribas, e o conduziam ao sinédrio deles, onde lhe disseram:

67  Se tu és o Cristo,  dize-no-lo.  Replicou-lhes  ele:  Se  eu vo-lo disser, não o crereis;

 

Parte do calçamento milenar  em Jerusalém

Procuraram de toda forma um motivo para condená-lo Mateus 26. 59  Ora, os principais sacerdotes e  todo  o  sinédrio  buscavam falso testemunho contra Jesus, para poderem entregá-lo à morte; 60  e não achavam, apesar de se apresentarem muitas  testemunhas falsas. Mas por fim compareceram duas, 61  e disseram: Este disse:  Posso destruir o santuário de Deus, e

 

reedificá-lo em três dias. 62  Levantou-se então o sumo  sacerdote  e  perguntou-lhe:  Nada respondes? Que é que estes depõem contra ti? 63  Jesus, porém, guardava silêncio. E o sumo  sacerdote  disse- lhe: Conjuro-te pelo Deus vivo que nos digas se tu  és  o  Cristo,  o Filho do Deus. 64  Respondeu-lhe Jesus: É  como  disseste;  contudo vos digo que vereis em breve o Filho do homem  assentado  à  direita  do  Poder, e vindo sobre as nuvens do céu. 65  Então o sumo  sacerdote  rasgou  as  suas  vestes,  dizendo: Blasfemou;  para  que  precisamos ainda de testemunhas? Eis que agora acabais de ouvir a sua blasfêmia. 66  Que vos parece? Responderam eles: É réu de morte. 67  Então uns lhe cuspiram no rosto e lhe deram socos; 68  e outros o esbofetearam, dizendo:  Profetiza-nos, ó  Cristo, quem foi que te bateu?