Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
CRISTÃO LIGHT CRENTE DESNATADO – capítulo III | Maçãs de Ouro

CRISTÃO LIGHT CRENTE DESNATADO – capítulo III

O REINO DO CONTRA

É a tendência, como ser humano, e por conseguinte, devido a pequenez de nossa mente, relativizar tudo e todas as coisas para o tamanho de nosso entendimento. Podemos notar quando fazemos comparações das coisas espirituais, ou, as coisas de Deus para com a nossa vida cotidiana.

Explicando melhor: quando pensamos no agir de Deus sobre a nossa vida, não conseguimos conceber de que os poderes e atuações dEle, são totalmente inimagináveis para a nossa “pequena cabeça pensante” e também não compreendemos o seu imensurável poder de atuação, e ainda mais, que Ele atua da forma como quiser, no momento que lhe apraz e onde lhe for conveniente.

Pensando nisso, chegamos a conclusão que, apesar de Deus sempre querer se aproximar de nós frágeis humanos, sua forma de atuar é na maioria das vezes ao contrário do nosso imaginário.

 

DEUS OPERA DE MANEIRA CONTRARIA À LÓGICA DO NOSSO PENSAMENTO

O homem que deposita sua confiança inteiramente no Senhor, passa a compreendê-Lo em alguns pequenos aspectos, pois não é possível conhecer Deus em sua essência e muito menos em sua sabedoria. Paulo faz uma bela apologia a respeito em Rm 11 33 Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
34 Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor? ou quem se fez seu conselheiro?
35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
36 Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém..

Feliz, portanto, aquele de nEle confia

 

Ao nos referirmos que o Reino de Deus é do contra, é porque, vemos narrações bíblicas que nos respaldam nessa afirmativa e gostaríamos de passar alguns exemplos para que possamos neles tirar um tempo de reflexão, pois, sempre que nos preparamos para efetuarmos alguma tarefa, queremos nos prevenir com a maior força, maior quantidade, em primeiro lugar e sempre à frente.

 

Comecemos pela historia de JUÍZES 07:
1 Então Jerubaal, que é Gideão, e todo o povo que estava com ele, levantando-se de madrugada acamparam junto à fonte de Harode; e o arraial de Midiã estava da banda do norte, perto do outeiro de Moré, no vale.
2 Disse o Senhor a Gideão: O povo que está contigo é demais para eu entregar os midianitas em sua mão; não seja caso que Israel se glorie contra mim, dizendo: Foi a minha própria mão que me livrou.
3 Agora, pois, apregoa aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for medroso e tímido volte, e retire-se do monte Gileade. Então voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram.
4 Disse mais o Senhor a Gideão: Ainda são muitos. Faze-os descer às águas, e ali os provarei; e será que, aquele de que eu te disser: Este irá contigo, esse contigo irá; porém todo aquele de que eu te disser: Este não irá contigo, esse não irá.
5 E Gideão fez descer o povo às águas. Então o Senhor lhe disse: Qualquer que lamber as águas com a língua, como faz o cão, a esse porás de um lado; e a todo aquele que se ajoelhar para beber, porás do outro.
6 E foi o número dos que lamberam a água, levando a mão à boca, trezentos homens; mas todo o resto do povo se ajoelhou para bebe
r.

 

Se continuar na leitura dessa exuberante narrativa, chegaremos ao ponto de que Gedeão com 30 homens derrotou um exército de milhares de guerreiros, que era inumerável como a areia na praia do mar(Jz 7: 12 Os midianitas, os amalequitas, e todos os filhos do oriente jaziam no vale, como gafanhotos em multidão; e os seus camelos eram inumeráveis, como a areia na praia do mar.)

 

Atentemos agora para o episódio em I Reis 18: 18 Respondeu Elias: Não sou eu que tenho perturbado a Israel, mas és tu e a casa de teu pai, por terdes deixado os mandamentos do Senhor, e por teres tu seguido os baalins.
19 Agora pois manda reunir-se a mim todo o Israel no monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinqüenta profetas de Baal, e os quatrocentos profetas de Asera, que comem da mesa de Jezabel.

 

E seguindo a narrativa, lemos que Elias sozinho enfrentou e venceu os 850 profetas dos falsos deuses, usando como combustível ao fogo que desceu do céu para queimar o holocausto dedicado no altar, nada mais, nada menos que água. (I Rs 18. 31 Tomou doze pedras, conforme o número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual viera a palavra do Senhor, dizendo: Israel será o teu nome;
32 e com as pedras edificou o altar em nome do Senhor; depois fez em redor do altar um rego, em que podiam caber duas medidas de semente.
33 Então armou a lenha, e dividiu o novilho em pedaços, e o pôs sobre a lenha, e disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha.
34 Disse ainda: fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. De novo disse: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez.
35 De maneira que a água corria ao redor do altar; e ele encheu de água também o rego.

 

Inconcebível para nós, mas inacreditavelmente, Deus usa água para incendiar e derramar suas labaredas.

Nisso, tiramos uma lição. Para que o Senhor atenda nossa petição, quando cantamos “incendeia, ou derrama fogo sobre a tua igreja ou sobre a nossa vida”, primeiramente precisamos ser lavados pela água do Espírito Santo, assim estamos prontos para a descida do fogo e o poder do Espírito,

 

Seguindo o raciocínio, os ensinos de Jesus nos levam claramente para a direção “do contra”. Estudemos algumas referencias:

 

Do fundo de um poço, fez jorrar um excelente suco produzido em parreiral, João 2. 9 Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo
10 e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.

 

O pobre e iletrado cego de nascença ensina os doutores da lei. João 9, 30 Respondeu-lhes o homem: Nisto, pois, está a maravilha: não sabeis donde ele é, e entretanto ele me abriu os olhos;
31 sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém for temente a Deus, e fizer a sua vontade, a esse ele ouve.
32 Desde o princípio do mundo nunca se ouviu que alguém abrisse os olhos a um cego de nascença.
33 Se este não fosse de Deus, nada poderia fazer.
34 Replicaram-lhe eles: Tu nasceste todo em pecados, e vens nos ensinar a nós? E expulsaram-no.

 

O “chef de cozinha” que usa 5 peixes e 2 peixes para dar de comer e sobejar mais de cinco mil pessoas. Mateus 14. 15 Chegada a tarde, aproximaram-se dele os discípulos, dizendo: O lugar é deserto, e a hora é já passada; despede as multidões, para que vão às aldeias, e comprem o que comer.
16 Jesus, porém, lhes disse: Não precisam ir embora; dai-lhes vós de comer.
17 Então eles lhe disseram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes.
18 E ele disse: trazei-mos aqui.
19 Tendo mandado às multidões que se reclinassem sobre a relva, tomou os cinco pães e os dois peixes e, erguendo os olhos ao céu, os abençoou; e partindo os pães, deu-os aos discípulos, e os discípulos às multidões.
20 Todos comeram e se fartaram; e dos pedaços que sobejaram levantaram doze cestos cheios.
21 Ora, os que comeram foram cerca de cinco mil homens, além de mulheres e crianças.

 

O reino onde o filho do Rei veio para servir e não para ser servido. Onde o primeiro é o último e  o grande é o que serve. Mateus 20. 25 Jesus, pois, chamou-os para junto de si e lhes disse: Sabeis que os governadores dos gentios os dominam, e os seus grandes exercem autoridades sobre eles.
26 Não será assim entre vós; antes, qualquer que entre vós quiser tornar-se grande, será esse o que vos sirva;
27 e qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, será vosso servo;
28 assim como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

 

O rei que comemora a festa de casamento do príncipe com pobres, aleijados, mancos e cegos. Lucas 14. 21 … Então o dono da casa, indignado, disse a seu servo: Sai depressa para as ruas e becos da cidade e traze aqui os pobres, os aleijados, os cegos e os coxos.
22 Depois disse o servo: Senhor, feito está como o ordenaste, e ainda há lugar.
23 Respondeu o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e obriga-os a entrar, para que a minha casa se encha.

 

O príncipe que ao invés de ser ungido com óleo na cabeça, como foi Davi, foi ungido pelos pés, antes de ser coroado, com coroa de espinhos. João 12. 3 Então Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, de grande preço, ungiu os pés de Jesus, e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do bálsamo.
4 Mas Judas Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o havia de trair disse:
5 Por que não se vendeu este bálsamo por trezentos denários e não se deu aos pobres?
7 Respondeu, pois Jesus: Deixa-a; para o dia da minha preparação para a sepultura o guardou;

 

O rei que se apresenta aos súditos montado, não em um pomposo cavalo branco, mas num humilde e tosco jumento. João 12. 12 No dia seguinte, as grandes multidões que tinham vindo à festa, ouvindo dizer que Jesus vinha a Jerusalém,
13 tomaram ramos de palmeiras, e saíram-lhe ao encontro, e clamavam: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito o rei de Israel!
14 E achou Jesus um jumentinho e montou nele, conforme está escrito:
15 Não temas, ó filha de Sião; eis que vem teu Rei, montado sobre o filho de uma jumenta.
16 Os seus discípulos, porém, a princípio não entenderam isto; mas quando Jesus foi glorificado, então eles se lembraram de que estas coisas estavam escritas a respeito dele, e de que assim lhe fizeram.

 

O professor lavou os pés dos alunos. Joao 13. 3 Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava,
4 levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se.
5 Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido
.

 

O carpinteiro ensinou pescadores profissionais a pescar. João 21. 3 Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Responderam-lhe: Nós também vamos contigo. Saíram e entraram no barco; e naquela noite nada apanharam.
4 Mas ao romper da manhã, Jesus se apresentou na praia; todavia os discípulos não sabiam que era ele.
5 Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, não tendes nada que comer? Responderam-lhe: Não.
6 Disse-lhes ele: Lançai a rede à direita do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam puxar por causa da grande quantidade de peixes.

 

O Salvador que com sua morte, fez com que seus seguidores tenham vida. Romanos 5. 6 Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios.
7 Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer.
8 Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós.
9 Logo muito mais, sendo agora justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.

 

Ademais, se observarmos o procedimento da Igreja que nasceu para seguir os passos de Jesus Cristo, seu Senhor, notaremos que:

 

- Enquanto o homem natural precisa de pernas longas e fortalecidas para uma boa caminhada, a Igreja somente caminha se estiver de joelhos, ou seja em constante oração.

 

- O corpo humano se mantem com uma soa e regrada alimentação, enquanto a Igreja somente se fortalece com a renuncia do alimento, ou seja, através do jejum.

 

- O ser humano normal se levanta e ergue sua cabeça para enxergar mais distante, mas a Igreja põe seu rosto no chão para enxergar as coisas do “lá do alto”.

 

- É normal as pessoas chorarem de tristeza, mas é assim que a Igreja expressa sua alegria no Senhor, na maioria da vezes.

 

- Deus é o patrão que reparte o lucro ficando com apenas 10% da renda e dá 90% para o servo.

 

O Reino de Deus não é do contra, nós é que não alcançamos as alturas e o conhecimento das coisas celestiais