Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
5f – MURO DAS LAMENTAÇÕES | Maçãs de Ouro

5f – MURO DAS LAMENTAÇÕES

MURO DAS LAMENTAÇÕES

Muro das Lamentações – o muro ocidental da esplanada do Templo

Também chamado de Muro Ocidental é tudo o que restou do Segundo Templo. Na verdade, este muro não é parte da parede do templo como muitos imaginam. Herodes, o Grande, para ser bem quisto pelos judeus, resolveu reconstruir o templo de Salomão, destruído pelos babilônios em 587 a.C.

O local foi preparado com grandiosidade, a marca registrada de Herodes. Construiu-se uma grande esplanada, chamada de a Esplanada do Templo, um complexo de túneis e corredores que foram soterrados, sustentados por uma grande muralha que rodeava o local. Sobre e no centro dessa esplanada sobressaia o cume do Monte Moriá, onde Abraão deveria sacrificar Isaque, onde Salomão construiu o templo projetado por Davi, seu pai, de onde os muçulmanos acham que Maomé se elevou ao céu e onde Herodes levantou o templo que existia na época de Jesus..

No ano 70 d.C. esse templo foi destruído pelos romanos conforme predito por Jesus Mateus 24. 1  Ora, Jesus, tendo saído do templo,  ia-se retirando,  quando se aproximaram  dele  os  seus  discípulos,  para  lhe  mostrarem  os edifícios do templo. 2  Mas ele lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não se deixará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.  

 

Vista parcial de Jerusalém

Em 691 d.C. os árabes levantaram o Domo da Rocha, a mesquita hoje existente e os judeus não tiveram mais acesso à Esplanada do Templo. O que restou de mais próximo ao antigo templo foi a muralha que serve de, conforme dizemos hoje, o muro de arrimo para a esplanada. Mesmo assim, de 1948 a 1967, os israelenses não tinham acesso nem a esse lugar por conta da administração  da Jordânia.

 

Jovem levando a Torá

Liberado após esse período, o lugar se tornou o centro de encontro para orações em grupo e muitas comemorações publicas. O Muro Ocidental, agora, nunca está vazio, a qualquer hora do dia ou da noite os judeus se colocam diante do muro para preces e colocar suas mensagens nas fendas e buracos entre as pedras.

Na primeira visita que fizemos ao local, muito vigiado pelo exército, era um sábado e não se faz festas e não se usa maquinas fotográficas ou filmadoras.

Resolvemos voltar na segunda-feira e encontramos o local todo festivo, com diversos grupos familiares comemorando o ´´Bar Mishinah“, a apresentação ou iniciação dos pequenos jovens na sociedade judaica. Nesse dia ele carrega a ´´Torá“, que é um grande rolo de pergaminho, muito pesado, e faz a sua primeira leitura do texto sagrado em público. A família é toda festa. Os homens, cantando e dançando ao redor do jovem, e as mulheres, na sua hora, e no lugar a elas reservado, emitem os sons de alegria e júbilo enquanto jogam doces e flores sobre o homenageado.

Orando no Muro

Foi uma cena inesquecível da alegria de um povo, sofrido pela guerra, ao apresentar um novo integrante à sociedade e diante de Jeová.

Alegria, canto, dança e festa