Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include(includes/creativeimageslider_widget.php) [function.include]: failed to open stream: No such file or directory in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45

Warning: include() [function.include]: Failed opening 'includes/creativeimageslider_widget.php' for inclusion (include_path='.:/usr/lib/php:/usr/local/lib/php') in /home/lambz/public_html/macasdeouro.com/wp-content/plugins/creative-image-slider/creativeimageslider.php on line 45
OBREIRO APROVADO – capítulo I | Maçãs de Ouro

OBREIRO APROVADO – capítulo I

OBREIRO NO OLEO

II TIMOTEO 2.1 Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em  Cristo Jesus;

2  e o que de mim ouviste de muitas testemunhas, transmite-o  a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. e 3  Sofre comigo como bom soldado de Cristo Jesus.

4  Nenhum soldado em serviço se  embaraça  com  negócios  desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.

5  E também se um atleta lutar nos  jogos  públicos,  não  será coroado se não lutar legitimamente.

6  O lavrador que trabalha deve ser  o  primeiro  a  gozar  dos frutos.

7  Considera o que digo, porque o Senhor te  dará  entendimento em tudo.

 

15  Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como  obreiro que não tem de que se  envergonhar,  que  maneja  bem  a  palavra  da verdade.

16  Mas evita as conversas vãs e profanas; porque os  que  delas usam passarão a impiedade ainda maior,

17  e as suas palavras alastrarão como gangrena; entre os  quais estão Himeneu e Fileto,

18  que se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição é já passada, e assim pervertem a fé a alguns.

19  Todavia o firme fundamento de  Deus  permanece,  tendo  este selo: O Senhor conhece os seus, e: Aparte-se da injustiça todo aquele que profere o nome do Senhor.

O Velho Testamento, mais precisamente o livro de Deuteronômio relata sobre um evento um tanto diferente para os padrões atuais. O povo de Israel acabara de chegar aos domínios da Terra Prometida, levados por Moises, o grande libertador e legislador da recém nascida nação de Israel.

Ele recebeu de Jeová, instruções para que, quando Josué chegasse com o povo nas cercanias da atual cidade de Nablus, ou a antiga Samaria, eles deveriam se colocar em frente a dois montes ali localizados.

Atravessaram o Rio Jordão, porém encontraram à sua frente, a fortificada Jericó, que embora amedrontada pela fama do povo que avançava pelo deserto, conduzidos por grandes milagres e conquistando todas as nações que se opunham ao seu avanço, se defendia de seus assombros por traz de suas grossas e fortificadas muralhas.

Deus os levou a uma vitória espetacular sobre Jerico, mas sofreram a vergonhosa derrota contra Ai motivada pelo pecado de um só homem e tiveram de passar por uma tremenda limpeza de conduta.

Após o tratamento e se livrarem dessa maldição conseguiram vencer o exercito e levaram a julgamento o rei de Ai.

As ordens recebidas por Moises e repassadas a Josué, eram de que, quando ali chegassem, deveriam erigir um altar e junto dela colocar grandes pedras caiadas para nelas escreverem as palavras das tábuas da lei.

 

Nesse local, situam-se Ebal  (atualmente Jebel et-Tôr) e Gerizim dois montes que se destacam na região, pois todo o território de Israel é isento de altas montanhas, predominando os planaltos, razão pela qual, as duas elevações quase que gêmeas sobressaem aos olhos dos viajantes.

De imediato, foram cumpridas aquelas determinações e então se escolheram seis tribos (Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim) para subirem o Gerizim e outras seis tribos (Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali) se postassem sobre o Ebal.

DEUTERONÔMIO 27:11Nesse mesmo dia Moisés deu ordem ao povo, dizendo:

12  Quando  houverdes  passado o Jordão, estes estarão  sobre  o monte  Gerizim, para abençoarem o povo: Simeão, Levi, Judá,  Issacar, José e Benjamim;

13  e  estes  estarão  sobre o monte Ebal  para  pronunciarem  a maldição: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali.

 

                   M A L D I Ç Õ E S   ou    B E N Ç Ã O S

 

Vamos entender um

pouco desses montes

para então prosse-

guirmos com nossas

analises.

O Monte Ebal, com 300

metros de altitude, tem

suas encostas escar-

padas e muitas pedras,

 

MONTE EBAL

ALTITUDE 300 metros

MALDIÇÕES

M O N T E   G E R I Z I N

  A L T I T U D E   230 metros

           B E N Ç Ã O S

com pouquíssima

vegetação, dando assim

um ar desolado, triste e

amargurado.

Por sua vez, o Monte Gerizin, com seus contornos um pouco mais amenos, com altura menor, situado em 230 metros, e envolvido por algumas vegetações, dava uma aparência de suposta tranqüilidade. Foi inclusive neste monte que Abraão entregou ao sacerdote Melquisedeque o seu dizimo e também aqui os samaritanos construíram o templo para adorar Jeová, uma vez que não lhes era permitida a entrada no templo em Jerusalém.

 

Não se pode comprovar se o visual de ambos os montes foram levados em consideração, mas a verdade é que, a equipe que ficou sobre o Monte Ebal se encarregou de proferir as maldições que recairiam sobre os transgressores da lei, enquanto os que se colocaram sobre o Monte Gerizin pronunciariam, a seguir, as bênçãos para aqueles que guardassem a lei de Deus.

 

Quando falamos sobre bênçãos, nos sentimos alegres e felizes, pois sabemos que é algo muito bom e nos faz bem, pois Bênção transmite para nós:

- Ação de abençoar.

- Favor divino.

- Palavras e sentimentos de gratidão.

 

Logo, uma pessoa abençoada é aquela que

- Recebeu bênção.

- é Bendita.

- é Feliz. É Próspera.

 

Por outro lado, a palavra maldição ressoa muito mal e ninguém quer recebê-la e existe até um certo temor até no pronunciar. Maldição ressoa para nós:

- Ato de amaldiçoar.

- Desgraça.

- Fatalidade.

 

Então, uma pessoa amaldiçoada é

- Maldito.

- Réprobo.

- Perverso.

- Aborrecido.

 

A partir daqueles acontecimentos em que Deus colocou os sacerdotes nos montes para abençoar e amaldiçoar, o povo passou a ter a chance de escolher entre o ser abençoado ou ser amaldiçoado, pois naqueles pronunciamentos foram alertados sobre suas condições e então, sendo conhecedores do bem e do mal, poderiam fazer uso do livre arbítrio, ou seja, cada um teria a liberdade de escolha.

 

MALDIÇÃO

 

Para que ficasse muito claro sobre essas escolhas, Deus mostrou o que era pecado, o que não devia ser feito. Hoje nós sabemos e conhecemos o que é o pecado, o que  podemos ou não fazer.

 

Deuteronômio 27: ”14  E os levitas dirão em alta voz a todos os homens de Israel:

15  Maldito  o  homem que fizer imagem  esculpida,  ou  fundida, abominação ao Senhor, obra da mão do artífice, e a puser em um  lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém.

16  Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E  todo o povo dirá: Amém.

17  Maldito aquele que remover os marcos do seu próximo. E  todo o povo dirá: Amém.

18  Maldito aquele que fizer que o cego erre do caminho. E  todo o povo dirá: Amém.

19  Maldito  aquele que perverter o  direito do estrangeiro,  do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém,

20  Maldito  aquele  que  se deitar com a  mulher  de  seu  pai, porquanto levantou a cobertura de seu pai. E todo o povo dirá: Amém.

21  Maldito aquele que se deitar com algum animal. E todo o povo dirá: Amem.

22  Maldito aquele que se deitar com sua irmã, filha de seu pai, ou filha de sua mãe. E todo o povo dirá: Amém.

23  Maldito  aquele que se deitar com sua sogra. E todo  o  povo dirá: Amém.

24  Maldito aquele que ferir ao seu próximo em oculto. E todo  o povo dirá: Amém.

25  Maldito  aquele  que  receber peita para  matar  uma  pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém.

26  Maldito   aquele  que não confirmar as palavras  desta  lei, para as cumprir. E todo o povo dirá: Amém.”

 

A MALDIÇÃO DO PECADO NA VIDA HUMANA

 

Toda pessoa já nasce com a Inclinação para o pecado. Sabemos pela Palavra de Deus que o PECADO foi a herança que Adão e Eva deixaram para a humanidade. É o chamado pecado de origem ou “pecado original”.

 

 

 

Pecados = frutos do pecado

Gálatas 5:19 “Ora, as  obras  da  carne  são  manifestas, as  quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, 20  a idolatria, a feitiçaria, as inimizades,  as  contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, 21  as invejas, as bebedices, as orgias, e  coisas                                 

                                semelhantes a estas, contra as quais vos previno,                                                                       

                                                       como já antes  vos  preveni,  que os que tais coisas praticam   

                                                                                   não herdarão o reino de Deus.”

Pecado = raiz, inclinação.

 

 

Vamos refletir um pouco sobre o pecado e a maldição trazida por ele:

A – Todo ser humano está condenado à morte física e à morte espiritual, que significa,  separação eterna do homem com Deus, ou seja, a Segunda morte.

B – Todos nós quando nascemos, somos considerados criatura de Deus, ou seja, criados à Sua imagem e semelhança. Genesis 1:26 26  “E  disse  Deus: Façamos o homem à nossa imagem,  conforme  a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre  todo réptil que se arrasta sobre a terra.”

Entendemos então, que carregamos uma maldição de nascimento. E veja bem, mesmo a pessoa que nasce num lar evangélico, e que é consagrada a Deus, se não se decidir por Cristo (aceita-Lo como seu salvador), não será salva, ou não está livre dessa maldição..

Em outras palavras, essa maldição só sai quando aceitamos a Cristo e somos lavados pelo Seu sangue Romanos 3:23  “Porque todos  pecaram e destituídos estão da glória de Deus;, pois a salvação é individual Romanos 1:16   “Porque  não  me  envergonho  do evangelho, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele  que  crê;  primeiro  do  judeu,  e também do grego.”

RESGATE DA MORTE ETERNA

Deus providenciou para nós um livramento. Cristo veio para nos resgatar da morte eterna, da maldição do inferno. Ele  levou sobre si toda a maldição do pecado. Isaias profetizou 700 anos antes da vinda de Cristo, mostrando Jesus na Cruz e o seu sofrimento por nós.

Isaias 53: “4  Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito,  ferido de Deus, e oprimido.

5  Mas  ele  foi ferido por causa das nossas  transgressões,  e esmagado  por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz  a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

6  Todos  nós  andávamos desgarrados como ovelhas, cada  um  se desviava  pelo  seu  caminho;  mas o Senhor  fez  cair  sobre  ele  a iniqüidade de todos nós.

7  Ele  foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como  um cordeiro  que  é  levado ao matadouro, e como a  ovelha  que  é  muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca.”

SOMOS LIVRES DESSA MALDIÇÃO

Com essa intervenção do Pai Celestial, Cristo se fez maldito por nós Gálatas  3: 13  “Cristo nos  resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que  for  pendurado no madeiro;”

Quando O aceitamos como nosso Salvador, confessamos os pecados e aceitamos Seu sacrifício na cruz e acontece algo maravilhoso no mundo espiritual, restauramos a comunhão com Deus, somos chamados “Filhos de Deus” João 1:12.  “ Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;

Há transformação de vida, temos uma Mudança de Rumo I João 1:6 e 9 6  Se  dissermos que  temos comunhão  com ele,  e andarmos  nas trevas, mentimos, e não praticamos a verdade; 9  Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e  justo  para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

CERTEZA DA SALVAÇÃO

Passando pela experiência de mudar o rumo de nossa vida através do Senhor Jesus, quando Jesus entra em nós, recebemos um bilhete da salvação, uma entrada  para o céu, se continuarmos firmes até o fim. João 14:1 “Não se turbe o vosso coração;  credes em Deus,  crede também em mim.

2  Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar.

3  E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra  vez,  e  vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.

4  E para onde eu vou vós conheceis o caminho.

5  Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais;  e  como podemos saber o caminho?

6  Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho,  e  a  verdade,  e  a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

Ao referirmos sobre “se ficarmos firmes até o fim”, deixamos claro, que a salvação Deus nos concede de graça, pela sua misericórdia, mas, o conservar essa graça está em nossas mãos, ou seja, de continuarmos firmes em nosso propósito em seguir a Jesus e vivermos no centro da vontade de Deus, pois o próprio Senhor Jesus disse que o Reino de Deus é ganho a força  Lucas 16:16.”A  lei  e  os  profetas  vigoraram até João;  desde  então é anunciado o evangelho do reino de Deus,  e  todo  homem emprega a força para  entrar nele”. Refere-se ao nosso esforço em carregar a nossa cruz do dia a dia.

Isso é obediência a Deus. Permaneça em Sua verdade, firme, buscando a santificação a cada dia.

BÊNÇÃO OU MALDIÇÃO FILIAL

No passado, os filhos pagavam pelos erros dos pais. Nações inteiras eram exterminadas pela culpa de um líder. Por exemplo, Israel perdeu a guerra contra Ai por causa do pecado de Acã. Em conseqüência, até os filhos de Acã pagaram o preço, todos eles foram destruídos. A maldição alcançava até a quarta geração. Números 14:18.”O  Senhor  é tardio em irar-se, e  grande  em  misericórdia; perdoa  a  iniqüidade  e  a transgressão;  ao  culpado  não  tem  por inocente, mas visita a iniqüidade dos pais nos filhos até a  terceira e a quarta geração”.

Contudo, a MISERICÓRDIA DE DEUS é inefável e incomensurável, a partir de Deuteronômio 24. 16 “Não  se  farão morrer os pais pelos filhos,  nem  os  filhos pelos pais; cada qual morrerá pelo seu próprio pecado”.

Os filhos não pagariam mais pelos erros do Pai.

A bênção pelo contrário, seria até mil gerações dos que obedecessem a Deus.

Dt 7:9  “Saberás,  pois, que o Senhor teu Deus é que é Deus,  o  Deus fiel, que guarda o pacto e a misericórdia, até mil gerações, aos  que o amam e guardam os seus mandamentos;”

Mas, assim como um entregador não deixará de entregar uma pizza encomendada apenas pelo fato de não querermos recebê-la, pois já estava destinada para a nossa casa, só deixará de nos procurar se enviarmos uma ordem de cancelamento. Queremos adiantar que, algumas maldições familiares ou proferidas pelos nossos familiares, tais como, o pai que declara que seu filho é um “burro”, ou u`a mãe que joga uma “praga” para a sua filha, na grande maioria das vezes, essas pessoas precisarão passar por um tratamento de perdão e pedir para que o Espírito Santo venha “ordenar o cancelamento dessa pizza” encomendada, e que o inimigo constantemente procura uma brecha para entregar. Esse processo para cancelar as maldições lançadas no ar pelos nossos  antepassados, mesmo que na ignorância, denominamos de Quebra de Maldições, pelo qual, o Espírito Santo pode vir trabalhar a alma ferida e curar das mágoas, amarguras, depressões que trazem angustias e tristezas na vida, enquanto que, Deus quer nos dar alegria e vitórias.

AS BÊNÇÃOS ATRAVÉS DA OBEDIÊNCIA

Quando obedecemos a Deus, e nos livramos das maldições, quer seja, dos pecados ou familiares, as bênçãos de Deus vem naturalmente sobre nós. Muitos acham que devem correr muito atrás das bênçãos e inclusive fazer penitencias, campanhas. Nada contra o buscar o Senhor, pois Deus nos incentiva a buscá-Lo sempre e de todo o coração. O que queremos dizer é que existe um caminho muito mais facil para alcançarmos os nossos objetivos, qual seja, o de ser abençoado. Ao obedecermos o Senhor atraímos sobre nós as bênçãos sem medida e nunca as maldições. Sl 128. 1 “Bem-aventurado  todo aquele  que  teme ao  Senhor e anda nos seus caminhos.

2  Pois comerás  do trabalho das  tuas mãos; feliz  serás, e te irá bem.

3  A tua  mulher será  como a videira frutífera, no interior da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira, ao  redor  da  tua mesa.

4  Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.

5  De Sião  o  Senhor  te  abençoará; verás a  prosperidade  de Jerusalém por todos os dias da tua vida,

6  e verás os filhos de teus filhos. A paz seja sobre Israel.

Através da obediência haverá paz com Deus, comunhão e vitórias, muitas vitórias.

Jesus facilitou para a nossa obediência, resumiu os mandamentos em dois, que são a base de toda a vida cristã. Mateus 22:37 ”Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento.

38  Este é o grande e primeiro mandamento.

39  E o  segundo,  semelhante a este, é:  Amarás ao teu  próximo como a ti mesmo.”

Maldição traz uma vida atribulada, com dificuldades para alcançar vitórias.

Você tem atraído bênção ou maldição sobre si?

PERMANEÇA NO OLEO! Mas não esqueça de buscar o caminho da benção.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AS BÊNÇÃOS DECORRENTES DA OBEDIÊNCIA

 

 

 

01 – Se atentamente ouvires a voz do Senhor, teu Deus, tendo cuidado de

guardar todos os seus  mandamentos que hoje  te ordeno, o Senhor, teu

Deus te exaltará sobre todas as nações da terra.

02 – Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti  e te alcançarão todas

estas bênçãos:

03 – Bendito serás tu na cidade e bendito serás no campo.

04 – Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais,

e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas.

05 – Bendito o teu cesto e a tua amassadeira.

06 – Bendito serás ao entrares e bendito, ao saíres.

07 – O Senhor fará que sejam derrotados na tua presença os inimigos que se

levantarem contra ti; por um caminho, sairão contra ti, mas, por sete caminhos,

fugirão da tua presença.

08 – O Senhor determinará que a bênção esteja nos teus  celeiros e em tudo o que

colocares a mão; e te abençoará na terra que te dá o Senhor, teu Deus.

09 – O Senhor te constituirá para si um povo santo como te tem  jurado, quando

guardares os mandamentos do Senhor, teu  Deus, e andares nos seus

caminhos

10 – E todos os povos da terra verão que és chamado pelo nome  do Senhor e

terão medo de ti.

11 – O Senhor te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, no fruto dos teus

animais e no fruto do teu solo, na terra que o Senhor sob juramento a teus

pais, prometeu dar-te.

12 – O Senhor te abrirá o seu bom tesouro, no céu, para dar chuva à tua terra no

teu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos; emprestarás a muitas

gentes, porém tu não  tomarás emprestado.

13 – O Senhor te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não

debaixo, se obedeceres aos mandamentos do Senhor, teu Deus, que hoje te

ordeno, para os guardar e cumprir.

14 – Não desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita

nem para a esquerda, seguindo outros deuses, para os servires.

 

 

Deuteronômio 28